Offshore

Wintershall venderá participação em três blocos de exploração offshore Potiguar

O acordo está sujeito a uma aprovação regulatória final da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, ANP.

A Wintershall Dea detém uma participação de 30% nos três blocos de exploração offshore Potiguar POT-M-857, POT-M-863 e POT-M-865 para a subsidiária da Murphy Oil Corporation no Brasil – Murphy Brasil Exploração e Produção de Petróleo e Gás Ltda. A Wintershall Dea manterá uma participação e participação de 70%. O acordo está sujeito a uma aprovação regulatória final da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, ANP.

“A fazenda está alinhada com a estratégia da Wintershall Dea de ter um portfólio equilibrado. O Brasil desempenha um papel importante para a empresa, como região de crescimento ”, afirma Thilo Wieland, membro do Conselho de Administração da Wintershall Dea e responsável pelo Brasil.

Hugo Dijkgraaf, diretor de tecnologia do Conselho de Administração da Wintershall Dea comenta: “Estamos muito satisfeitos por ter Murphy como parceiro de licença em Potiguar. Já estamos trabalhando com Murphy no Bloco 5 da costa do México e agora esperamos ampliar nossa cooperação nesses prolíficos blocos de exploração na costa do Brasil ”. Como parte do programa de trabalho, uma campanha sísmica 3D está em andamento na área. Os três blocos cobrem uma área total de 3.133 km² e estão localizados na bacia Potiguar, um sistema comprovado de hidrocarbonetos na Margem Equatorial no Nordeste do Brasil e nas proximidades da descoberta de petróleo leve Pitu.

A Wintershall Dea recebeu os três blocos com uma participação de 100%, incluindo operação na 15ª Rodada de Licitações do Brasil em novembro de 2018.

Atualmente, a Wintershall Dea detém participação em sete licenças de exploração offshore no Brasil, das quais quatro como operadora.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para O Topo