Siemens Gamesa inicia instalação de nova geração de aerogeradores no Brasil – executável

O letreiro da Siemens Gamesa é exibido na sede da empresa de energia renovável em Zamudio, Espanha, em 28 de abril de 2022. REUTERS / Vincent West

Registre-se agora para ter acesso GRATUITO e ilimitado ao Reuters.com

SÃO PAULO, 9 Mai (Reuters) – A Siemens Gamesa (SGREN.MC) começou a instalar uma nova geração de máquinas para energia eólica terrestre no Brasil, disse Felipe Ferres, diretor-geral da empresa no país, à Reuters nesta segunda-feira.

O Brasil será o primeiro país do mundo a operar turbinas eólicas Siemens Gamesa com 6,2 megawatts (MW) de potência e um rotor de 170 metros (558 pés), o maior disponível no mundo, em geração eólica onshore.

O modelo chamou a atenção de grandes investidores em energia eólica – já que otimiza os parques eólicos tornando-os mais potentes com menos máquinas – e, no futuro, pode até ser aplicado a “pequenos” empreendimentos offshore, disse Ferres.

Registre-se agora para ter acesso GRATUITO e ilimitado ao Reuters.com

As primeiras máquinas, produzidas na Bahia, estão sendo instaladas no complexo eólico Tucano, de propriedade da AES Brasil (AESB3.SA).

A Siemens Gamesa, que até alguns anos atrás fabricava aerogeradores de 3,5 MW, percebeu o interesse do mercado pelo novo modelo e já fechou acordos de fornecimento com a Essentia e a Engie Brasil, segundo o executivo.

Ferres disse que ainda não tem dúvidas de que o mercado eólico offshore vai se desenvolver no Brasil, mas entende que a velocidade desse processo está diretamente ligada ao desenvolvimento da produção de hidrogênio verde.

A Siemens Gamesa, que domina o mercado global de turbinas eólicas offshore, disse que a energia eólica pode possibilitar a produção de hidrogênio sem emitir gases de efeito estufa tão barato quanto atualmente é viável com energia de combustível fóssil até 2030. leia mais

READ  Os melhores 30 loud chaos para você

“Pensando apenas na expansão da energia eólica apenas para atender o mercado de energia elétrica, estamos em um ‘platô’ de 4 GW instalados por ano para todo o setor, não há muita perspectiva de mudança… produzindo hidrogênio verde para atender a demanda global de energia, a escala se multiplica, e você precisa ir para o mar…”.

Apesar da demanda por novos pedidos, Ferres disse que a Siemens Gamesa e outros fabricantes sofreram com a quebra de cadeias produtivas em todo o mundo, devido às pressões associadas à pandemia de COVID-19 e ao aumento dos custos com matérias-primas.

No Brasil, o principal impacto foi nos custos, disse ele, já que a indústria eólica brasileira não é muito dependente das importações.

Ele avalia que os preços de matérias-primas como o aço não devem esfriar tão cedo, já que a guerra na Ucrânia e suas consequências provavelmente continuarão pressionando as commodities por algum tempo.

Registre-se agora para ter acesso GRATUITO e ilimitado ao Reuters.com

Reportagem de Leticia Fucuchima Edição de Chris Reese e Marguerita Choy

Nossos padrões: Os Princípios de Confiança da Thomson Reuters.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

PETROLINK.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Petro Link