Offshore

Sete trabalhadores offshore seqüestrados por piratas no exterior da Guiné Equatorial

A Swire Pacific Offshore (SPO), operadora de embarcações offshore com sede em Cingapura, confirmou um ataque envolvendo a embarcação de manuseio de rebocadores, Pacific Warden, Guiné Equatorial offshore

De acordo com a SPO, o Pacific Warden, um navio de abastecimento de reboque da Anchor (AHTS), foi atacado no exterior da Guiné Equatorial em 20 de novembro de 2019, aproximadamente às 05:00, horário local.

O navio estava ocupado apoiando operações de campo offshore na Guiné Equatorial.

Swire afirmou que, havia 15 membros da tripulação a bordo quando esse incidente aconteceu.

Oito dos marinheiros offshore estão em terra e ilesos com segurança, no entanto, sete tripulantes foram capturados pelos atacantes e estão desaparecidos.

As autoridades locais e a Marinha da Guiné Equatorial responderam rapidamente ao incidente, disse Swire.

A empresa disse: “A segurança das pessoas a bordo de nossa embarcação é sempre nossa principal prioridade. A SPO fará todo o possível para garantir o retorno seguro e oportuno dos membros da tripulação desaparecidos, em coordenação com suas famílias e autoridades relevantes”.

A SPO não divulgou as nacionalidades da tripulação desaparecida e não tem mais detalhes no momento.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para O Topo