Preços do algodão sobem pelo 7º mês consecutivo em janeiro no Brasil

Os preços do algodão subiram fortemente no mercado brasileiro em janeiro, que foi o sétimo mês consecutivo de alta. A baixa oferta, principalmente de algodão de alta qualidade, no mercado spot nacional levou os compradores com necessidades urgentes a pagar mais pelo produto. As valorizações internacionais também influenciaram os preços no Brasil, elevando o valor da paridade de exportação.

Em janeiro de 2022, o Índice CEPEA/ESALQ para o algodão bateu novos recordes nominais na série do CEPEA, atingindo o maior patamar de R$ 7,0845/libra em 20 de janeiro.

“Muitos agricultores fizeram fluxo de caixa e não tiveram necessidades urgentes de vender lotes da temporada 2020-21 em janeiro. Traders compraram lotes para cumprir contratos previamente fechados. Quanto às tradings, alguns agentes compravam e vendiam algodão também – porém, alguns compradores optaram por trabalhar com o produto em estoque, alegando dificuldades para repassar os preços do algodão aos subprodutos”, disse o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA). afirmou em seu último relatório quinzenal sobre o mercado brasileiro de algodão.

Os preços do algodão subiram fortemente no mercado brasileiro em janeiro, que foi o sétimo mês consecutivo de alta. A baixa oferta, principalmente de algodão de alta qualidade, no mercado spot nacional levou os compradores com necessidades urgentes a pagar mais pelo produto. As valorizações internacionais também influenciaram os preços no Brasil, elevando o valor da paridade de exportação.

Nos últimos dias de janeiro, os agentes dos processadores estavam focados nas vendas – que eram baixas – e, portanto, não tinham interesse em comprar algodão. Esse contexto somado à desvalorização do dólar em relação ao real enfraqueceu os preços, acrescentou o relatório.

READ  Os melhores 30 motorhome para você

Em janeiro, o Índice CEPEA/ESALQ para o algodão subiu quase 9%, encerrando o mês em R$ 6,9822/libra. A média mensal de janeiro, de R$ 6,8121/libra, é a maior da série do CEPEA, em termos nominais. Em termos reais (IGP-DI de dezembro de 2021), a média é 7,08% superior à de dezembro de 2021, 37,68% superior à de janeiro de 2021 e a maior desde abril de 2011.

Em dólares, a média mensal de janeiro fechou em US$ 1,2313/libra, 6,6% inferior ao Índice Cotlook A (US$ 1,3181/libra), mas 3,2% superior ao primeiro contrato na ICE Futures (US$ 1,1932/libra) . Em janeiro, o preço médio do algodão no Brasil foi 7% superior à paridade de exportação.

Enquanto isso, a semeadura de algodão na safra 2021-22 atingiu 52% da área estimada até 20 de janeiro, segundo a ABRAPA, a associação brasileira de produtores de algodão. Na Bahia, as atividades de semeadura do algodão estão concluídas em 84% da área, sendo 40% em Mato Grosso, 84% em Goiás, 85% em Minas Gerais, 98% em Mato Grosso do Sul, 67% em cento no Maranhão, 81% em São Paulo e 81% no Piau. A semeadura acabou no Paraná.

Central de notícias Fiber2Fashion (RKS)

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

PETROLINK.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Petro Link