Petróleo

Preços do petróleo declinam após aumento dos estoques nos EUA

petróleo

Na ultima quinta-feira (14), houve um declínio nos valores do petróleo, com os futuros de commodities dos Estados Unidos (EUA) sendo pressionados por um aumento elevado nos estoques domésticos e produção recorde no país.

Embora as perdas tenham sido restritas pelas estimativas da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), que prevê excesso de petróleo abaixo das expectativas.

Aumento na Produção de Petróleo

Os estoques de petróleo nos EUA na semana passada cresceram 2,2 milhões de barris, informou o Energy Information Administration, superando as expectativas dos analistas consultados pela Reuters, que prevêem um nível alto de 1,694 milhão de barris. A produção atingiu um recorde.

A produção de petróleo nos Estados Unidos cresceu 200.000 barris por dia, para um recorde de 12,8 milhões de barris por dia, disse o relatório da AIE.

Hoje, Segunda-feira

Os preços do petróleo terminaram a sessão desta segunda-feira (18) em queda, após terem avançado mais de 2% no acumulado das duas últimas semanas.

Os contratos futuros do Brent para janeiro encerraram o dia em queda de 1,35% e os do WTI para dezembro caíram 1,16%.

Os contratos futuros do Brent para janeiro encerraram o dia em queda de 1,35%, aos US$ 62,44 o barril, na ICE, em Londres, enquanto os preços do West Texas Intermediate (WTI) para dezembro caíram 1,16%, negociados a US$ 57,05 o barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex).

As notícias conflitantes sobre o progresso das negociações comerciais entre Estados Unidos e China, além de temores sobre o excesso de oferta da commodity nos EUA pesaram nos preços do ativo hoje.

RELACIONADO: Total obtém primeiro petróleo da licença brasileira de águas profundas

 

 

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para O Topo