Obras

Obras de expansão de Porto vão gerar 500 empregos na construção e operação

O Terminal Portuário da Ponta do Felix (TPPF), localizado no Porto de Antonina, no Paraná, passará por obras de expansão e modernização de toda sua infraestrutura, demandando investimentos da ordem de cerca de R$ 150 milhões.
Atualmente já está em andamento uma obra de R$ 70 milhões na construção de um novo armazém para fertilizantes (17 mil metros quadrados), visando abrigar 120 mil toneladas de produto.

Uma outra etapa, envolvendo mais R$ 25 milhões nos próximos 9 meses, prevê a construção de um conjunto de silos verticais, para grãos, farelo e cereais.
Esta parte da obra já foi contratada e está na fase de mobilização de mão de obra e dos equipamentos.

O projeto de ampliação do TPPF prevê ainda a extensão do cais de atracação em 170 metros. até agora já foram investidos mais de R$ 300 milhões entre equipamentos e construções de armazéns.
Espera-se ainda uma dragagem do canal de acesso ao terminal possibilitando um número maior de navios em operação, pois o calado passará para 9,5 m ainda este ano.

Veja também: Martelo batido: obras da maior fábrica de celulose do mundo vão gerar 6 mil empregos

Com o término da dragagem e das obras em andamento, a capacidade de movimentação do terminal deverá passar dos atuais 2 milhões de toneladas para 4 milhões de toneladas/ano ajudando a economia do estado do Paraná.

Empregos

O terminal no Porto de Antonina é o primeiro porto instalado no litoral do Paraná e também o maior gerador de empregos e renda da região.

O diretor-presidente do TPPF, Gilberto Birkhan, falou com otimismo sobre o empreendimento: “A ampliação do Terminal fortalecerá ainda mais o Porto de Antonina, a geração de emprego, renda e desenvolvimento econômico”, disse ele.
Segundo Birkhan as obra de expansão do TPPF criará mais de 500 novos empregos, com 260 trabalhadores contratados durantes as obras e mais 240 contratados na fase de operação.

Quer receber notícias do setor petrolíferos, offshore e vagas de como trabalhar embarcado, além de outras oportunidades exclusivas? Participe do nosso grupo correndo o trecho e curta a nossa página no Facebook.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para O Topo