Obras

Obras de distribuição, transmissão de energia vão contratar 3 mil trabalhadores

Com uma nova sede em São José dos Campos, a multinacional portuguesa EDP, que atua no setor elétrico, anunciou que vai investir R$ 2,5 bilhões no estado de São Paulo. Haverá investimento nas áreas de distribuição, transmissão energia solar e mobilidade elétrica entre 2019 e 2023, além de projetos sociais e culturais.

Segundo a EDP, são iniciativas que gerarão 3.000 novos postos de trabalho durante o período das obras, além de 4.500 funcionários que a empresa emprega direta ou indiretamente no estado.

Concessionária de distribuição de energia, a empresa atende 19 das 39 cidades do Vale do Paraíba, entre elas São José dos Campos, Taubaté e Jacareí. São mais de 900 mil clientes na região. A partir de janeiro, a nova sede no Vale já passará a operar.

O anúncio foi feito durante audiência no Palácio dos Bandeirantes, ao lado do governador João Doria (PSDB). “Este grupo multinacional de Portugal, que atua na cadeia do setor elétrico, mostrou que confia nas condições de investimento no Estado de São Paulo, o que irá trazer geração de emprego e de renda para a população”, disse Doria.

“Esses investimentos são o reflexo da confiança que a EDP tem no Brasil e, em especial, no estado de São Paulo, e do nosso compromisso em gerar renda, emprego e desenvolvimento social, contribuindo com um país que sempre nos acolheu tão bem”, disse Miguel Setas, presidente da EDP no Brasil.

PERFIL.

Com foco na expansão e modernização da rede elétrica, infraestrutura e atendimento, a EDP vai investir R$ 1,5 bilhão nos 28 municípios da área de concessão da EDP São Paulo, incluindo a RMVale. Recentemente, a EDP iniciou em São José a construção de sua nova sede, que irá gerenciar de forma integrada parte da operação do grupo no Brasil.

Orçado em R$ 30 milhões, o novo edifício faz parte da estratégia da companhia de ampliar a sinergia entre suas áreas, a fim de assegurar a excelência na prestação de serviços e satisfação dos clientes.

Atualmente, a EDP tem mais de 1.000 colaboradores próprios e terceiros em São José. Com a nova sede, aumentará sua força de trabalho na cidade em 30%, já que parte das atividades realizadas por setores da EDP em diversas cidades do Brasil serão feitas a partir deste novo prédio. A obra tem conclusão prevista para o início de 2020.

Em transmissão, a EDP investirá cerca de R$ 150 milhões no trecho paulista dos 375 quilômetros de linhas de transmissão de energia que está construindo entre Cachoeira Paulista e o município de Estreito (MG).

Outros R$ 700 milhões serão destinado à subsidiária EDP Renováveis, para a construção um parque solar fotovoltaico em Pereira Barreto, no norte do estado. O projeto contará com mais de 635 mil painéis solares, divididos em cinco parques que ocupam uma área equivalente a 545 campos de futebol e potência instalada de 205 MW (megawatts). O início da operação está previsto para 2021.

Outro projeto é a instalação, ainda neste ano, da maior rede de recarga ultrarrápida de veículos elétricos da América do Sul. Os 30 novos pontos de carregamento vão cobrir todo o estado e interligar São Paulo com os principais corredores elétricos do país. Haverá pontos instalados em rodovias do Vale. Os investimentos em mobilidade elétrica em São Paulo chegam a cerca de R$ 40 milhões.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para O Topo