Ney Matogrosso: ‘Brasil e EUA vivem uma era de contratempos’

Comente

SÃO PAULO — A voz calma e ritmada de Ney Matogrosso fora do palco torna difícil para quem não conhece sua arte saber que ele é um dos artistas mais rebeldes e inovadores do Brasil há cerca de 50 anos.

Inspirado no teatro kabuki japonês, Matogrosso pintou o rosto no início dos anos 70 e realizou atos extravagantes como líder da banda Secos e Molhados – que era uma mistura de pop e rock ‘n’ roll, longe da bossa nova e dos sambas populares . . Mais tarde, como um cantor solo de prestígio, ele não escondeu sua homossexualidade no palco e se tornou um farol para muitos outros que lutaram.

Ao longo de sua carreira, Matogrosso enfatizou que o espírito criativo e a engenhosidade do Brasil foram matéria-prima para sua música. Mas há alguns anos ele sente que seu país está retrocedendo. E, diz ele, os Estados Unidos também, onde o cantor de 80 anos se apresentará em várias cidades este mês.

No domingo ele será uma das atrações da Fundação Capital One City Parks Summer Stage em Nova York.

“As portas do inferno parecem estar abertas para ambas as nações”, disse Matogrosso à Associated Press em entrevista por telefone. Ele estava se referindo ao governo de direita do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que zombou das minorias e será reeleito em outubro, e ao ex-presidente dos EUA, Donald Trump, cuja influência divisiva ainda perdura na sociedade americana, segundo o cantor. .

“Vemos essa tendência radical em ambos os países neste momento. E ainda está se espalhando por todo o mundo. Mas tenho certeza de que essa tendência um dia desaparecerá. A evolução não é uma linha contínua e reta. É mais como uma espiral”, disse Matogrosso. “Eu não sinto que eu ou minha música temos o dever de ser otimistas, mas eu preciso ter essa visão, acho que algo melhor vai acontecer.”

READ  Mercados Emergentes - Moedas caem com a alta do dólar, Brasil obtém lucros reais

O último disco do Matogrosso, “Nu Com Minha Música”, tem o título de uma música do vencedor do Grammy Caetano Veloso. É permeado de otimismo sobre o futuro do país do cantor – algo que não rima com uma nação que está em profunda crise econômica há quase oito anos, tem a segunda maior contagem de mortes por COVID-19 do mundo e onde mais mais de 33 milhões de pessoas vivem com fome.

“Vejo um caminho claro para o meu Brasil, apesar da dor. Uma vertigem visionária que não precisa de um seguidor. Nua com minha música, fora isso é só amor. Consigo ver certas coisas de onde estou”, diz a letra, em tradução do português.

Matogrosso disse que planejou “Nu Com Minha Música” antes de Bolsonaro chegar ao poder em 2019.

“Uma das músicas fala de tanta gente com fome. Eu me pergunto se isso foi uma premonição; Não tínhamos esse cenário naquela época”, disse o cantor. “Pessoas passando fome no Brasil é realmente imperdoável. Podemos plantar qualquer coisa aqui.”

Matogrosso acredita que, apesar dos dias difíceis atuais, as gerações mais jovens verão maior liberdade.

“Eu estava recentemente em um avião vindo para o Rio e dois meninos sentaram ao meu lado. Eles estavam de mãos dadas, sem dúvida em suas mentes. Tentei não olhar para não ficar no meio disso. Ninguém vai domar crianças assim”, disse Matogrosso. “Pouco depois peguei um táxi e vi outros dois tocando o nariz perto da praia. Essas crianças não precisam se preocupar muito em dizer que são gays. Agora é natural”.

Questionado se se sentia um pouco menos rebelde do que os jovens fãs, Matogrosso respondeu: “Nunca gostei de demonstrações públicas de afeto. Eles têm essa necessidade. Eu não. Mas eu respeito.”

READ  Os melhores 30 celular a10 para você

Matogrosso disse que continua curioso sobre sexualidade, ainda mais depois de ler três livros do escritor transgênero espanhol Paul B. Preciado.

“Ele é um pensador tão claro, ele se expressa tão bem que realmente me fez entender mais sobre as pessoas trans”, disse o brasileiro. “Meu interesse vem de muito tempo atrás. Lembro que décadas atrás li um livro que dizia que pessoas transgênero nasceriam e essas pessoas deveriam ser abraçadas como um sinal de que a humanidade estava evoluindo. Eu mantive isso em minha mente desde então. Precisamos nos encontrar e entender aqueles que estão ao nosso lado.”

Matogrosso disse que sua agenda está lotada até o final do ano no Brasil. Isso não só pelos fãs antigos, mas também pelos jovens que gostam do seu trabalho com os Secos e Molhados.

“Sempre soube o que queria ser. Mas eu não sabia que ia viver até os 80 anos, cantar, dançar do jeito que eu gosto”, disse Matogrosso. “Sinto-me abençoado e feliz por continuar e continuar gerando interesse nas pessoas enquanto mantenho os mesmos ideais; liberdade para as pessoas, desde que respeitemos uns aos outros”.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

PETROLINK.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Petro Link