Lutador abertamente gay ‘Golden Princess’ luta contra estigma e carrega bandeira do orgulho antes da defesa do título no Brasil

Washington Duarte se tornou o primeiro homem abertamente gay a se assumir durante sua carreira no MMA no Brasil, e espera que isso inspire outros a seguirem seus passos no futuro.

Lutadora peso galo de Laranjal do Jari, Brasil, “Golden Princess” está programada para retornar pela primeira vez desde a pandemia de COVID-19. Marcado para defender o título do Macaco Fighter em sua cidade natal contra Rodrigo “Bad Boy” Melônio no sábado, Duarte espera que sua carreira decole em 2022, principalmente após o popular programa de TV brasileiro Fantástico publicou uma história sobre ele.

“Estou tendo mais oportunidades agora”, disse Duarte, que diz que seu recorde atual de MMA é 30-3 e sites como Sherdog e Tapology estão perdendo a maioria dessas vitórias. “Tenho minha academia onde ensino muay thai e boxe, tenho meus alunos, mas tudo que sempre quis foi ser lutador em tempo integral. É hora de focar nisso.”

Duarte não é o primeiro lutador de MMA a se assumir gay no Brasil. Em 2013, seis anos após sua luta final, o ex-lutador do IVC e King of the Cage Jefferson Silva anunciou nas redes sociais que havia se casado com um homem.

Com mais de uma década de experiência no MMA, Duarte disse que sempre foi conhecido como lutador gay em sua casa no Amapá, inclusive pelo veterano do UFC e parceiro de treinos Tiago Trator.

“Eu sempre fui eu mesmo quando comecei a lutar há 12 anos”, disse ele ao MMA Fighting. “Muitas pessoas disseram: ‘Ah, ele é homossexual’, mas isso não importa. Sempre fui bem tratado por onde passei. Nunca me senti rejeitado. Muito pelo contrário, realmente. Tiago Trator e o treinador Ricardo Fonseca estiveram sempre ao meu lado.”

READ  Michael Arteta dá sinal verde para tentativa de transferência de Philippe Coutinho em janeiro

Tiago disse que nunca viu um lutador gay antes em qualquer lugar que ele foi, e eu sempre insisto que tem muitos gays por aí [in MMA], mas eles não têm coragem de sair. Eu sabia que um dia a oportunidade chegaria para mim. E pense bem, não há [MMA fighters] para torcer na comunidade LGBT. Não há ninguém que os represente em uma luta. Eu disse a ele que faria isso, quero aquela bandeira LGBT”.

Duarte disse que o mundo do MMA é “muito” homofóbico, e já passou por muitas situações em que heterossexuais simplesmente se recusavam a lutar ou até mesmo treinar com ele.

Foto via Washington Duarte

“Sempre haverá pessoas falando mal de você pelas costas, mas sempre fui respeitado em todos os lugares que fui, especialmente porque treino duro”, disse ele. “Algumas pessoas, incluindo homens heterossexuais, não gostam de treinar comigo porque sou forte.

“As pessoas me disseram que ouviram outras pessoas dizerem que não treinariam comigo porque se eu batesse nelas, isso bagunçaria suas cabeças. Principalmente nas lutas. Muitas promoções diziam que as pessoas simplesmente não iriam lutar comigo, que as deixariam se alguma vez perdessem para mim.”

Na verdade, Duarte disse que um lutador local deixou o Laranjal do Jari e nunca mais voltou depois de ser nocauteado por ele em uma luta de MMA há muitos anos.

“Falei com um membro da família dele e ele confirmou que foi por isso que saiu”, disse Duarte. “Achei que era uma piada, que ele já tinha uma viagem planejada ou algo assim, mas depois ele me confirmou que estava com vergonha de perder para um gay.”

“Estou recebendo muitas mensagens de apoio e pessoas me agradecendo, dizendo que se sentem representadas agora”, continuou ele. “Não precisamos de nada além de respeito. Não vamos ao ginásio para brincar. Saímos da intimidade por estarmos de portas fechadas. Se você treina jiu-jitsu e vê sua esposa rolando com um homem e chegando em determinadas posições, você fica bravo? Por que faria alguma diferença se fosse um gay treinando com um cara?

“Pessoas que conheço me dizem que têm medo de se assumir por causa de como os outros podem reagir. Você não precisa ter medo de quem você é. Você paga suas contas, é você quem está trabalhando. Nossa sexualidade não tem nada a ver com isso.”

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

PETROLINK.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Petro Link