Itaú do Brasil migrará a maioria de seus sistemas para a nuvem AWS

O Itaú Unibanco, maior banco privado do Brasil, migrará de 60% a 70% de todos os serviços e sistemas para a nuvem como parte de um contrato de 10 anos assinado no final de 2020 com a líder global em nuvem pública Amazon Web Services (AWS), a O CIO do banco, Ricardo Guerra, disse na quarta-feira.

Cerca de 30% da carga de trabalho do banco foi movida para a nuvem da AWS como parte desse processo e a perspectiva é atingir cerca de 45% até o final do ano, aumentando isso até que a meta seja alcançada nos próximos anos, disse Guerra em resposta à uma pergunta da BNamericas em entrevista coletiva no evento AWS Brasil.

Guerra afirmou que esses eram “números bastante significativos”, considerando a infraestrutura e os sistemas de TI massivos e complexos do banco. Além disso, embora o percentual final possa ser ainda maior, o Itaú não quer migrar tudo.

“Nesta nova arquitetura de rede que estamos criando, nem todas as plataformas precisam ser migradas. Tenho várias plataformas que são ‘comoditizadas’”, disse Guerra.

Atualmente, a infraestrutura on-premise remanescente do Itaú está concentrada em seu data center em Mogi Mirim, região da Grande São Paulo. Guerra não forneceu detalhes sobre a estratégia do banco para o site, mas sugeriu que pode não fazer sentido mantê-lo funcionando com apenas 20% de equipamentos no local.

O Itaú disse anteriormente que queria migrar 8.000 serviços legados para a nuvem. Os serviços que já estão totalmente na nuvem incluem a plataforma que processa o sistema de pagamentos instantâneos do Brasil, o PIX. Essa plataforma interna, segundo Guerra, foi criada virtualmente.

A maioria dos sistemas relacionados a contas, cartões de crédito e débito e serviços de investimento foram migrados e o Itaú está agora iniciando o processo com seus sistemas relacionados a empréstimos, disse ele.

READ  Podcaster do Brasil no ar pede criação de partido nazista, enfrenta reação

Em 2021, o banco realizou mais de 100.000 implementações, entre soluções de TI, funcionalidades e roll-outs gerais de tecnologia, aproveitando a estrutura da AWS.

Segundo Guerra, esse volume foi 17 vezes maior em relação aos níveis de 2016, por exemplo.

Embora os termos do contrato não sejam públicos, o contrato com o Itaú Unibanco está entre os maiores da AWS na América Latina. O gerente de nuvem da AWS Brasil, Cleber Morais, disse que as negociações com o Itaú duraram cerca de seis meses antes de levarem à assinatura do contrato em novembro de 2020.

As duas empresas certificaram em conjunto mais de 1.800 profissionais para plataformas AWS em 2021, o maior programa desse tipo na América Latina.

Guerra também disse que o banco vem reduzindo seus custos operacionais de TI trimestre após trimestre seguindo o contrato da AWS, mas não forneceu números.

Uma equipe de 14.000 pessoas é dedicada à tecnologia e TI no banco, dos quais cerca de 80% à modernização de sistemas.

No primeiro trimestre, o Itaú adicionou 5,7 milhões de clientes por meio de canais digitais, um aumento de 55% em relação ao mesmo trimestre de 2021. Cerca de 58% das vendas de novos produtos para pessoas físicas foram feitas por meio de canais digitais, informou o Itaú.

O programa iRetail 2030 do banco destina-se a acelerar a integração de serviços ao cliente digitais e físicos para melhores sinergias. O Itaú chama isso de estratégia phygital, em que o cliente escolhe o tipo de relacionamento, e of qual o acordo da AWS é uma parte crítica.

LIDERANÇA

De acordo com a consultoria Canalys, a AWS respondeu por 31% dos gastos corporativos globais em serviços de infraestrutura em nuvem no segundo trimestre, um aumento de 33% ano a ano.

READ  Plataforma de Lula tem foco verde, acena para meio na corrida no Brasil

Os três principais fornecedores públicos globais – AWS, Microsoft Azure, Google Cloud – responderam por 63% dos gastos globais em nuvem no segundo trimestre, crescendo coletivamente 42%, de acordo com a Canalys.

O Azure seguiu com uma participação de mercado de 24%, depois de crescer 40% ao ano. O Google Cloud cresceu 45% no último trimestre e respondeu por uma participação de mercado de 8%, disse a consultoria.

PEGADA

Na América Latina, a única região de nuvem da AWS (cluster de datacenter) fica em São Paulo. A estrutura foi lançada em 2011. O Brasil foi a primeira região de nuvem da AWS na América Latina e a oitava globalmente, segundo Morais.

Nos últimos dois anos, a AWS aumentou seus investimentos no país na esteira da crescente adoção da nuvem, tendo anunciado um investimento de 1 bilhão de reais (US$ 189 milhões) para o período 2020-22.

Tanto a AWS quanto a Microsoft continuam a expandir a infraestrutura em todo o mundo e na América Latina em particular. Atualmente, a AWS tem 84 zonas de nuvem globais e 26 regiões de nuvem.

A empresa planeja lançar 24 zonas de disponibilidade em oito regiões, enquanto a Microsoft planeja lançar 10 regiões no próximo ano.

Entre essas novas regiões da AWS está o Chile, onde a empresa está desenvolvendo um projeto de US$ 205 milhões em Santiago.

Em resposta a uma pergunta da BNamericas, Morais disse que o anúncio chileno também se encaixa na estratégia mais ampla da AWS de implantar sites e locais de computação de borda menores em toda a América do Sul.

A AWS possui três dessas estruturas em São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza. Também está aumentando sua parceria com empresas de telecomunicações locais, como TIM, Oi, Claro e Embratel.

READ  SWISS SEGURADO BRASIL POWER FINANCE S.À RL 9,850% SENIOR SENIOR NOTES DUE 2032 EXTENSÃO ADMINISTRATIVA DE SOLICITAÇÃO DE CONSENTIMENTO

A empresa também planeja instalar zonas de nuvem em Bogotá, Buenos Aires, Lima e Querétaro.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

PETROLINK.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Petro Link