Indústria

Indústria da construção alcança maior nível de emprego nos últimos anos

indústria

Resultados de Outubro consolidam o crescimento do setor

Os indícios de atividade e emprego na indústria da construção brasileira, alcançaram no ultimo mês, o maior nível em sete anos, de acordo com a pesquisa da  Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgada nesta segunda-feira (25).

O crescimento dos indices da indústria

O índice de nível de atividade alcançou 49,9 pontos no mês passado, semelhante ao registrado no fim de 2012, enquanto o índice de número de empregados ficou em 48,5 pontos, também o mais alto desde outubro de 2012.

A análise foi feita de 1º a 12 de novembro com 483 indústrias da construção – 167 pequenas, 208 médias e 108 de grande porte

De acordo com a CNI, os parâmetros da pesquisa variam de 0 a 100 pontos e, quando estão abaixo de 50 pontos, mostram queda da atividade e do emprego.

As expectativas dos empresários

Para os próximos seis meses, todos os indicadores de expectativas ficaram acima da linha divisória dos 50 pontos, mostrando que os empresários esperam o crescimento da atividade, do emprego, da compra de matérias-primas e de novos empreendimentos e serviços nesse período.

A disposição para fazer investimentos melhorou: o índice de intenção de investimentos – compra de máquinas e equipamentos, pesquisa, desenvolvimento e inovação de produto ou processo – aumentou para 37,9 pontos neste mês e está 5,4 pontos acima do registrado há um ano e 4,1 pontos acima da média histórica.

Sobre a CNI 

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) é a representante da indústria brasileira. É o órgão máximo do sistema sindical patronal da indústria e, desde a sua fundação, em 1938, defende os interesses da indústria nacional e atua na articulação com os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além de diversas entidades e organismos no Brasil e no exterior.

Desde que surgiu, exerce um papel de vanguarda na sociedade, promovendo o debate e buscando consensos em torno dos grandes temas nacionais, sobretudo os que têm impacto sobre o desempenho da indústria e da economia brasileira.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para O Topo