Dia do Trabalhador vira manifestação de rua da campanha eleitoral no Brasil – MercoPress

Dia do Trabalhador vira manifestação de rua da campanha eleitoral no Brasil

Segunda-feira, 2 de maio de 2022 – 21:17 UTC


Bolsonaro passou por entre seus apoiadores e falou muito pouco enquanto Lula fazia mais um discurso

As manifestações do Dia do Trabalho de domingo no Brasil foram contaminadas com conotações políticas, já que grandes eventos em todo o país reuniram seguidores de esquerda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de um lado e os do atual presidente de direita Jair Bolsonaro do outro.

Faltando cinco meses para o 1º de outubro. 2, Lula, que governou o país entre 2003 e 2010, continua sendo o candidato favorito com 43% das intenções de voto, segundo a maioria das pesquisas.

As marchas foram tranquilas desde a madrugada de domingo em cidades como Fortaleza, Recife, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, onde os apoiadores de Lula se reuniram no Parque do Flamengo, próximo ao centro da cidade, enquanto os bolsonaristas se reuniram em frente à praia de Copacabana.

Em Brasília, os protestos também começaram pela manhã. O próprio Bolsonaro fez uma aparição surpresa por volta do meio-dia na Alameda das Banderas, em frente ao Congresso Nacional.

No entanto, o presidente se absteve de fazer quaisquer declarações, embora tenha parado diante de uma pessoa que transmitia o evento no Facebook e disse que estava lá para “cumprir as pessoas que estão aqui em uma manifestação pacífica em defesa da Constituição, da justiça e liberdade” em meio a cartazes e discursos pedindo intervenção militar e atacando o Supremo Tribunal Federal (STF), segundo o G1.

Lula foi o principal orador do evento organizado pelas federações trabalhistas CUT, Fuerza Sindical, UGT, CTB, NCST, Intersindical Central de la Clase Trabajadora e Central de Empleados Publications.

READ  Hamilton foi desclassificado na fase de qualificação e Verstappen foi multado

“Alguém melhor que esse presidente (Bolsonaro) vai ganhar as eleições”, disse Lula em seu discurso na Praça Charles Miller, em São Paulo. “Temos que fazer uma luta imensurável para que possamos reduzir a inflação e transformar o que é inflação em aumento salarial para que as pessoas possam comer e viver melhor”, acrescentou.

Lula também se desculpou por ter dito ontem que “Bolsonaro só gosta de polícia”.

“Quis dizer que Bolsonaro só gosta de milícia, não gosta de gente, e disse que só gosta de polícia, não gosta de gente”, explicou.

“Quero aproveitar esta oportunidade e pedir desculpas à polícia porque muitas vezes eles cometem erros, mas muitas vezes salvam muitas pessoas dos trabalhadores e temos que tratá-los como trabalhadores”, acrescentou Lula.

Os apoiadores de Bolsonaro em São Paulo fizeram uma manifestação própria na Avenida Paulista, enquanto o Partido dos Trabalhadores (PT) de Lula também fez sua própria marcha na capital federal.

O Brasil realizará eleições gerais em 2 de outubro, nas quais Bolsonaro tentará ser reeleito, mas para as quais todas as pesquisas de intenção de voto até agora dão uma vantagem sólida a Lula.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

PETROLINK.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Petro Link