Destaque: O Mercado de Telecomunicações no Brasil – BNamericas

O mercado brasileiro de telecomunicações ultrapassou 338 milhões de assinaturas de telefonia fixa e móvel, banda larga fixa e TV por assinatura em novembro, de acordo com os últimos dados do setor da agência reguladora Anadell.

Este é um aumento de cerca de 1 milhão de entradas em relação a outubro e cerca de 25 milhões nos 12 meses anteriores.

No entanto, alguns serviços que impulsionaram os números gerais da indústria – especialmente banda larga – começaram a mostrar sinais de crescimento lento ou declínio nos últimos meses de 2021.

É muito cedo para dizer se isso é um efeito sazonal, uma área limitada do mercado ou, na verdade, uma reversão dessa tendência.

Abaixo, analisamos os destaques dos principais segmentos da indústria de telecomunicações.

Sputters de banda larga fixa

Após um crescimento forte e sustentável no primeiro semestre do ano passado, o mercado de banda larga estável do Brasil sofreu um declínio nos últimos meses de 2021.

O país registrou 40,0 milhões de conexões no final de novembro, ligeiramente abaixo dos 40,5 milhões em outubro e 40,4 milhões em setembro, embora seja um aumento significativo em relação aos 36,2 milhões registrados em novembro de 2020.

Separadamente, as empresas nacionais de telecomunicações Claro, Telefonica Brasil e Oi lideraram o mercado de banda larga estável com 24,3%, 15,8% e 13% de market share, respectivamente.

Entre os jogadores não nacionais, Prisonet 2,1%, Alger 1,9%, DIM 1,7%, Desktop 1,2% e Unique 1,2%. É esse segmento de pequenos provedores de serviços de internet como esse que está impulsionando o crescimento desse segmento.

Fonte: Anadel

Em termos de tecnologias, as ligações de fibra óptica totalizaram 24,4 milhões (representando 61,1% do total de acessos de banda larga fixa), ligeiramente inferior a outubro, atingindo 24,5 milhões. No entanto, a Banda Larga de Fibra conquistou quase 8 milhões de clientes nos 12 meses anteriores.

READ  Jolian Palmer elogia Louis Hamilton por seu brilhantismo no Grande Prêmio do Brasil

Entre outras tecnologias, o cabo coaxial representou 23% dos acessos de novembro e o cabo de cobre 11%.

Telefônica e Oi lideraram o mercado de Internet fibra com 18,6% e 14,8%, respectivamente, ao final de novembro, seguidas por Brisanet (3,4%), Algar (2,8%) e Claro (2,5%).

Móvel novamente

No final de novembro o Brasil tinha um total de 253 milhões de acessos móveis, um aumento de 0,6% em relação ao mês anterior e 8,9% em relação a 30 de novembro de 2021.

Este segmento cresceu pelo sexto mês consecutivo, principalmente na carteira de pós-pago, que representou 53% dos acessos de novembro e 47% do pré-pago.

Em termos de tecnologias, o 4G foi responsável por 77,6% de todos os impostos em novembro, seguido por 3G (11,3%) e 2G (10,8%). Nos 12 meses até o final de novembro, o 4G adicionou 22,4 milhões de acessos e o 3G perdeu 4,72 milhões.

O Brasil tem aproximadamente 1,34 milhão de acessos à tecnologia 5G DSS, que utiliza espectro de outras tecnologias para entregar velocidades próximas aos padrões 5G.

Do total de 5G DSS, 715.000 foram com a Claro, 393.000 com a Telephonica Brasil e 235.000 com a TIM.

A Telefônica Brasil liderou o mercado global de telefonia móvel com 33% do total de usuários em novembro, seguida por Claro (27,7%), TIM (20,6%) e Oi (16,4%), todas iguais em relação a outubro.

Fonte: Anadel

Bay-TV Drop

O mercado de TV paga encolheu para 16,4 milhões de assinaturas em novembro, o terceiro mês consecutivo de queda.

A tecnologia de satélite (DTH) representou 58,6% de todas as assinaturas, seguida por cabo coaxial (33,5%) e fibra (7,9%). Todas as três tecnologias foram desconectadas em relação ao mês anterior.

Claro, Sky, Oi e Telefônica lideraram o segmento com 42,4%, 28,3%, 20,2% e 6,9% de participação de mercado, respectivamente, mas todas superaram os clientes naquele mês.

READ  Liverpool News: Jurgen Globe zangado com a aquisição do Newcastle pelo Brasil e Gareth Southgate

Fonte: Anadel

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Petro Link