Brasileira Vail suspende operações de minério de ferro devido a fortes chuvas e mantém guidance

A mineradora brasileira Vail disse na segunda-feira que interrompeu parcialmente as operações em seus sistemas de minério de ferro do sudeste e sul devido às fortes chuvas que afetam o estado de Minas Gerais, mas reafirmou a orientação de produção para 2022, já que o sistema norte não foi afetado.

Vail disse em um documento que o serviço de trem em sua linha ferroviária Vittoria-Minas foi parcialmente interrompido devido às chuvas e que a produção foi interrompida devido à incapacidade de transportar minério de ferro desses esforços no complexo de Burkina Faso e Mariana.

Ambos estão localizados na parte sudeste do Vale – assim como o campus improdutivo de Idapra.

No cenário sul, Vail disse que todas as suas instalações devem cessar a produção, pois as principais rodovias BR-040 e MG-030 estão bloqueadas.

Vail disse que a Organização do Norte ainda está operando conforme planejado e reafirmou suas diretrizes de produção de minério de ferro para 2022 em 320-335 milhões de toneladas. Seu plano de produção leva em consideração o impacto das chuvas sazonais.

“A Vail está tomando todas as medidas necessárias para reiniciar as operações e está focada na segurança dos funcionários e comunidades”, disse a empresa. Ele não forneceu um cronograma detalhado para a retomada das operações.

A mineradora disse que nenhuma de suas barragens mudou seu estado de emergência devido às chuvas e está sendo monitorada “24 horas por dia”.

No sábado, fortes chuvas provocaram o transbordamento de uma vala da mina de minério de ferro da siderúrgica francesa Vallurec em Minas Gerais, cortando uma importante rodovia federal. Ninguém ficou ferido, mas a operação foi interrompida.

A chuva pode ter causado o colapso dramático de um penhasco no mesmo estado no sábado, matando 10 pessoas em barcos a motor para ver as cataratas.

READ  Os melhores 30 growth para você

(Reportagem de Gabriel Araujo, Louis Heavens, Kirsten Donovan) ((Gabriel.Araujo2@thomsonreuters.com; +55 11 5644 7745 ;))

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Petro Link