Brasil realiza leilão emergencial de energia para mitigar impacto da crise hídrica

A agência reguladora de energia do Brasil, Aneel, realizou um leilão emergencial de energia na segunda-feira para comprar eletricidade de reserva para mitigar os efeitos da atual crise hídrica e garantir o fornecimento de eletricidade nos próximos anos. 1,22 GW de eletricidade foram adquiridos no leilão.

A energia será entregue entre 1º de maio de 2022 e 31 de dezembro de 2025 e inclui 17 projetos de geração a um custo de R $ 39 bilhões (US $ 7,02 bilhões). Ao longo de três anos e meio, o Projetos Espera-se que alguns reais atraiam investimentos de 5,26 bilhões. André Patrus, chefe do departamento de leilões da Aneel, disse que a venda de hoje economizaria R $ 474 milhões para os consumidores brasileiros.

“Os recursos contribuirão para fortalecer o sistema e restaurar o nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas, que será inferior ao preço cobrado atualmente pelos recursos adicionais atualmente em uso”, disse o Ministério de Minas e Energia em comunicado.

Dos 17 projetos conquistados com contratos de energia, 14 são termelétricas a gás natural e os demais são solares e de base biológica. A maioria está localizada na região sudeste do Brasil.

Na verdade, mais de 99% dos investimentos previstos até o final de 2025 são destinados às termelétricas, criticadas por serem altamente poluentes e de operação muito cara. “Nada impede que outras fontes participem [in the auction]Diego Prado, diretor do departamento estratégico do Ministério de Minas e Energia, disse.

READ  Brasil aprova preços de Ancara 3 para privatização da Eletrobras

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Petro Link