Brasil permite que cruzeiros sejam retomados à medida que os casos de COVID diminuem

recomeço do cruzeiro no Brasil
A Costa e a MSC Cruzeiros retomarão as últimas seis semanas da temporada após uma pausa de dois meses (foto de arquivo da MSC)

Publicado em 4 de março de 2022 17:32 por

O Executivo Marítimo





Com sinais de que o recente aumento nos casos de COVID-19 devido à variante Omicron está diminuindo, as autoridades brasileiras decidiram permitir que a indústria de cruzeiros reinicie as operações. Em dezembro de 2021, o Brasil recomendou que os viajantes evitassem cruzeiros e, no início de janeiro de 2022, a indústria de cruzeiros interrompeu as operações em resposta ao aumento das regulamentações. Os cruzeiros serão retomados amanhã, 5 de março, por uma temporada truncada e com protocolos de saúde rigorosos e contínuos.


“A decisão de retomar a temporada de cruzeiros foi tomada com base no alinhamento das autoridades competentes com o setor de cruzeiros, estados e municípios envolvidos, a fim de garantir a segurança dos turistas e tripulantes”, anunciou Gilson Machado Neto, ministro brasileiro da Turismo. “Este é um segmento muito importante para a geração de emprego e movimentação da economia no Brasil.”


A Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos, capítulo local da Associação Internacional de Linhas de Cruzeiro, agradece aos Ministérios do Turismo, Saúde, Justiça, Infraestrutura, Gabinete Civil e Anvisa, além dos estados e municípios, cujo apoio foi fundamental . para a retomada das últimas seis semanas de cruzeiro programadas para a temporada atual. A CLIA informou que quatro navios de cruzeiro, operados pela Costa e MSC Cruzeiros, estariam operando 19 itinerários que parariam em oito destinos pelo restante da temporada, prevista até 18 de abril de 2022. A temporada de verão deve ser retomada em outubro 2022.


Para obter a aprovação do governo e das autoridades locais para retomar os cruzeiros, a CLIA e as linhas se comprometeram a manter protocolos rigorosos, incluindo a exigência de que todos os passageiros e tripulantes sejam totalmente vacinados. Os testes COVID pré-embarque são necessários para os passageiros e a bordo haverá uma amostragem representativa de testes entre pelo menos 10% dos passageiros e tripulantes, bem como a exigência de máscaras. Os navios também operarão com capacidades reduzidas para facilitar o distanciamento social pelo restante da temporada.


Segundo algumas estimativas, a pausa de dois meses nas operações fez com que a indústria perdesse até metade dos 360.000 passageiros esperados durante a temporada que começou em novembro de 2021. O Relatório Brasileiro diz que a CLIA informou que “1.100 dos 130.000 turistas e tripulantes em cruzeiros navios entre novembro e janeiro testaram positivo para o coronavírus.”


Enquanto os quatro navios de cruzeiro aportados no Brasil para a temporada estão retomando a navegação, a pausa custou ao setor de turismo brasileiro a perda dos programas internacionais de cruzeiros. As linhas de cruzeiros que tinham viagens programadas para a América do Sul cancelaram seus programas. A Oceania Cruises, por exemplo, cancelou quatro cruzeiros em seu navio, o Marina, programados para janeiro e fevereiro, citando o fechamento dos portos do Brasil e o aumento dos requisitos e protocolos de testes na Argentina e no Chile.


A queda repentina nos casos de COVID-19 está sendo refletida em todo o setor de cruzeiros, criando um novo entusiasmo para uma nova recuperação nos próximos meses. O CDC dos EUA em sua última atualização, por exemplo, relata que 42 navios de cruzeiro que navegam de portos dos EUA não relataram casos de COVID-19 e outros 47 caíram abaixo do nível para serem investigados, com apenas 25 navios de cruzeiro relatando um número suficiente de Casos recentes entre passageiros e tripulantes para agilizar investigações e monitoramento. Isso se compara ao início de 2022, quando os dados do CDC mostraram que todos os navios de cruzeiro que partiam dos portos dos EUA relataram casos recentes de COVID-19.





READ  2ª Triagem do ADCC no Brasil: quem está, como assistir, chaves e mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima