Brasil Espera Safrinha Histórica Apesar do Tempo Menos do que Ideal • farmdoc diariamente

A segunda safra de milho do Brasil, também conhecida como safrinha, deve produzir 3,465 milhões de bushels na safra 2021/22, 45% superior aos 2,391 milhões de bushels da safra passada, quando o Brasil foi afetado pela seca . Esse total seria recorde, segundo dados de séries temporais da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), órgão do Ministério da Agricultura brasileiro. O Brasil pode produzir uma safra histórica mesmo que abril e maio tenham sido mais secos que o normal. Mais de 70% do milho produzido no Brasil é proveniente da safrinha, plantada logo após a colheita da soja, normalmente em janeiro e fevereiro.

A colheita geral de safrinha está em 5%, segundo relatório de junho passado da Conab. A colheita continuará até setembro. O início da safra deste ano coincidiu com a notícia de que Brasil e China concluíram as negociações para que o Brasil comece a exportar milho para a China, que tradicionalmente importa milho dos Estados Unidos e da Ucrânia. O Brasil é o terceiro maior produtor e exportador de milho do mundo, atrás dos EUA e da China.

Condições do tempo

A seca sazonal se intensificou em partes do Brasil nas primeiras semanas de maio, segundo o Boletim de Monitoramento Agrícola (BMA), uma parceria entre a Conab, Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Grupo de Monitoramento Agrícola Global. O milho plantado no verão está sofrendo por causa da baixa umidade do solo em algumas áreas. As principais áreas afetadas pelo tempo seco são, por estado, oeste da Bahia; norte e noroeste de Minas Gerais; todo Goiás; sudeste de Mato Grosso; leste de Mato Grosso do Sul; e noroeste paulista.

A colheita da safrinha desta temporada começou em Mato Grosso, o maior produtor de milho do Brasil, responsável por quase metade da produção de safrinha do país. De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), 16% da safra do estado foi colhida até 10 de junho. A redução da precipitação desde abril levou a quedas na umidade do solo durante as fases reprodutivas. No entanto, com a maior parte da safra plantada dentro da janela ideal, uma fração modesta da safra foi afetada pela baixa pluviosidade (USDA, 2022). Espera-se que os rendimentos sejam bons – cerca de 97,5 alqueires por acre.

O Paraná é o segundo maior estado produtor de milho do Brasil, normalmente respondendo por cerca de 15-20 por cento da colheita nacional. Cerca de 80% dos milharais dos estados do sul estão em boas condições; os restantes são considerados em condições médias ou más. No Matopiba, região que compreende quatro estados brasileiros (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) no nordeste, as lavouras geralmente estão em boas condições, embora haja exceções em algumas áreas onde a umidade do solo é baixa.

READ  Novo Brasil - Não é o seu típico bar de esportes

O estado de Goiás, no Centro-Oeste do Brasil, permanece mais seco do que o normal e recentemente experimentou um clima extremamente frio, mas não foram relatados danos às culturas. No Mato Grosso do Sul, também no Centro-Oeste, ocorreram geadas em várias regiões. Mas a chuva que antecedeu o frio garantiu boa umidade para as lavouras do centro e sul do Brasil. No Norte, no entanto, a falta de água deve reduzir as estimativas de produção.

Apesar da baixa umidade do solo em algumas regiões, o plantio antecipado do milho safrinha permitiu que as lavouras se desenvolvessem melhor do que as últimas safras na maioria das regiões, segundo a Conab. Veja a Figura 1 para uma comparação entre a safrinha do ano passado, afetada pela seca severa, e a safra esperada para este ano.

Bons rendimentos e área maior

Os declínios de rendimento nos estados afetados pela seca são compensados ​​por ganhos em outros estados. Espera-se que o Brasil tenha rendimentos de cerca de 85 bushels por acre, 32% maior em comparação com a safra passada. Em relação à média dos últimos 10 anos, a produtividade esperada para este ano é 5% maior (vide Figura 2). Um fator chave na variabilidade da safrinha é o momento do início da estação seca no Brasil. Se o início for precoce ou se a safrinha for plantada tardiamente, a probabilidade de o clima seco impactar negativamente os rendimentos é maior. Por natureza, os 2nd colheita de milho é arriscada (ver farmdoc Diário 12 de janeiro de 2022).

Além dos bons rendimentos esperados, o aumento de 9,7% na área plantada é outro fator que ajudará o Brasil a bater recorde de produção de safrinha. A área plantada este ano ultrapassou a marca de 40 milhões de acres pela primeira vez (veja a Figura 1). O aumento de área plantada no ano atual é semelhante à variação da safra passada, quando o número de hectares plantados aumentou 9% em relação a 2019/20. A expansão de 3.600 milhões de acres na área de plantio de milho este ano foi impulsionada principalmente pela crescente lucratividade da safra, devido aos altos preços domésticos e globais atuais. O índice do milho do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) mostrou o preço superando R$ 101 (cerca de US$ 20) por saca de 60 quilos (kg) de milho em março de 2022, um novo recorde para o Brasil. O preço em maio de 2021 era de R$ 100, porém, as esperanças de uma produção recorde foram frustradas pelo mau tempo.

READ  Os melhores 30 Direito Das Sucessões para você

Em uma safra média, os preços do milho no Brasil geralmente caem quando a colheita atinge o pico durante junho-julho e novos suprimentos chegam ao mercado. No entanto, os preços do milho podem continuar subindo nos próximos meses, após um aumento nos preços globais. A produção americana de milho em andamento determinará o que os preços farão no Brasil. Acima do rendimento americano da linha de tendência, os máximos podem estar próximos dos níveis atuais. Abaixo do rendimento dos EUA da linha de tendência, os máximos provavelmente não estão dentro. Até o momento, os preços do milho para entrega de queda em 2022 estão em níveis elevados (ver farmdoc Diário 24 de maio de 2022). A atual tendência de preços também está associada à guerra na Ucrânia, que interrompeu as operações portuárias e a atividade comercial no Mar Negro, aumentando acentuadamente a incerteza no mercado global de milho.

Comércio de milho: Brasil e China

O início da safra de safrinha deste ano coincidiu com a notícia de que a China, em busca de maior segurança alimentar em decorrência da crise na Ucrânia, assinou um acordo com o Brasil para aumentar a cooperação no comércio de milho. De acordo com um comunicado do Ministério do Comércio da China, a Administração Geral de Alfândegas da China e o Ministério da Agricultura do Brasil concordaram em um protocolo atualizado descrevendo os requisitos fitossanitários – fitossanidade e segurança – para a exportação de milho brasileiro para a China.

Os dois países assinaram um protocolo fitossanitário em 2014, mas a China raramente importou milho do Brasil desde então. Na campanha de comercialização de 2021-22, por exemplo, a China importou um embarque de 35.000 toneladas. Dizia-se que os principais impedimentos ao comércio eram o longo tempo de envio e o alto custo do frete. Tem sido mais rápido e barato para a China importar milho dos EUA e da Ucrânia. No entanto, a invasão da Ucrânia pela Rússia reduziu severamente suas exportações de grãos e o Brasil, sendo um dos maiores exportadores de milho, pode atender a demanda da China.

READ  Os melhores 30 laptop hp para você

Antes do início dos embarques de milho em grande escala do Brasil para a China, as nações terão que chegar a um acordo sobre o milho transgênico (OGM). Mais de 90% do milho que o Brasil produz são transgênicos. A China aumentou suas importações de grãos nos últimos dois anos, pois a demanda aumentou, enquanto a área plantada na China não aumentou.

Resumo

Apesar da baixa umidade do solo em algumas regiões do Brasil, a segunda safra de milho do país deverá ser a maior da história do país. A expectativa de bons rendimentos e o aumento da área plantada são os principais fatores que impulsionam o recorde esperado. Como os preços domésticos e globais do milho devem continuar a aumentar, os agricultores brasileiros estão plantando milho em mais áreas. O início da safra deste ano coincidiu com a notícia de que a China, em busca de maior segurança alimentar após a crise na Ucrânia, assinou um acordo com o Brasil para aumentar a cooperação no comércio de milho. A China tradicionalmente importa milho dos EUA e da Ucrânia.

Fontes de dados e referências

Conab, Companhia Nacional de Abastecimento. Boletim de Monitoramento Agrícola. Junho de 2022. Brasília, Brasil. https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/graos/monitoramento-agricola

Conab, Companhia Nacional de Abastecimento. “Monitoramento da Safra Brasileira de Grãos.” Brasília, DF, v. 9, safra 2021/22, n.9, junho 2022. Disponível em https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/graos/boletim-da-safra-de-graos

Schnitkey, G., K. Swanson, C. Zulauf e N. Paulson. “Potenciais preços de queda de 2022 para milho e soja com base na história.” farmdoc diariamente (12): 76, Departamento de Economia Agrícola e de Consumo, Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, 24 de maio de 2022.

Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), Serviço Agrícola Estrangeiro. Junho 2022. Produção Agrícola Mundial. https://www.fas.usda.gov/data/world-agricultural-production

Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), Serviço Agrícola Estrangeiro. Abril 2022. Brasil: Anual de Grãos e Rações. https://www.fas.usda.gov/data/brazil-grain-and-feed-annual

Zulauf, C., J. Colussi e G. Schnitkey. “Comparando a produtividade de milho brasileira (1ª e 2ª safra), americana e argentina.” farmdoc diariamente (12): 5, Departamento de Economia Agrícola e de Consumo, Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, 12 de janeiro de 2022.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

PETROLINK.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Petro Link