Notícias

Bolsonaro recua da tese do petróleo venezuelano nas praias do Nordeste

“Existe a possibilidade de que tenha sido um navio afundado no passado porque tem muito petroleiro com bandeira pirata na área”, disse ele. Uma hipótese semelhante sobre a origem do óleo foi levantada nesta semana por um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Ceará, que acreditam que um navio afundado décadas atrás pode estar sofrendo novo vazamento

(Foto: Reprodução/Oceanauta)

 Depois de acusar, sem provas, a Venezuela de derrubar petróleo no litoral brasileiro, Jair Bolsonaro recuou. “Existe a possibilidade de que tenha sido um navio afundado no passado porque tem muito petroleiro com bandeira pirata na área”, disse ele.

Relacionado:

Manchas do vazamento de petróleo chegam as praias de Salvador

Petróleo que polui Costa do Nordeste ‘provavelmente’ veio da Venezuela; diz ministro

“Uma hipótese semelhante sobre a origem do petróleo foi levantada nesta semana por um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Ceará  (UFC), que acreditam que um navio  afundado décadas atrás pode estar sofrendo novo vazamento. Essa possibilidade está está sendo  investigada pelo químico oceanógrafo Rivelino Cavalcante, que coletou amostras a serem enviadas para o Instituto de Oceanografia de Woods Hole (WHOI), nos EUA, que vai analisar a composição do material”, aponta reportagem do jornal O Globo.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para O Topo