Bolsonaro diz que vai buscar uma auditoria do sistema de votação

SÃO PAULO (AP) – O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse nesta quinta-feira que seu partido político procurará auditar o sistema de votação eletrônica antes das próximas eleições, em meio a preocupações de que ele esteja semeando ativamente desconfiança em seus eventuais resultados.

“Conforme permitido pela lei eleitoral, vamos contratar uma empresa para fazer a auditoria”, disse Bolsonaro durante transmissão ao vivo em suas redes sociais. “As pessoas querem eleições transparentes nas quais o voto seja efetivamente contado para seu candidato.”

O líder de extrema-direita, que está atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas primeiras pesquisas, há meses questiona a confiabilidade do sistema de votação, embora nunca tenha fornecido nenhuma evidência. Críticos e analistas levantaram a preocupação de que Bolsonaro esteja preparando as bases para contestar os resultados das eleições de outubro, caso ele perca.


Bolsonaro também disse em sua transmissão que as Forças Armadas deram nove sugestões à Justiça Eleitoral do Brasil para melhorar o sistema, mas ainda não receberam nenhuma resposta.

“Inicialmente eles (as forças armadas) levantaram centenas de vulnerabilidades para passar por isso com um pente fino. Já faz muito tempo… Se as cédulas eletrônicas são inexpugnáveis, por que eles (o tribunal eleitoral) estão preocupados? ” disse o presidente. “O chefe do tribunal eleitoral deve agradecer, tomar as medidas necessárias, discutir com a equipe das Forças Armadas para que as eleições sejam realizadas sem qualquer suspeita.”

Ele acrescentou que as Forças Armadas “não vão desempenhar o papel de apenas carimbar o processo eleitoral, ou participar como espectadores”.

Durante a transmissão, o Gen. Augusto Heleno, um dos principais conselheiros de Bolsonaro, negou um relatório publicado na quinta-feira, 2, pela agência de notícias Reuters, alegando que o diretor da Agência Central de Inteligência dos EUA disse a altos funcionários brasileiros no ano passado que Bolsonaro deveria parar de lançar dúvidas sobre o sistema de votação de seu país.

READ  Relatório do mercado brasileiro de cartões-presente e cartões de incentivo de 2022 - O dinheiro está cedendo terreno para cartões-presente inovadores no Brasil

O porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, falando a repórteres em Washington, disse que não comentaria nada que o diretor da CIA, Bill Burns, possa ter dito a Bolsonaro ou outros.

“É importante que os brasileiros, enquanto esperam ansiosamente por suas eleições no final deste ano, tenham confiança em seus sistemas eleitorais e que o Brasil mais uma vez esteja em posição de demonstrar ao mundo através dessas eleições a força duradoura da democracia brasileira”, disse Price. . .

Também na quinta-feira, um dia após o prazo de recenseamento eleitoral, a autoridade eleitoral do Brasil disse que mais de 2 milhões de brasileiros com 18 anos ou menos se inscreveram neste ano. No Brasil, o voto é obrigatório para qualquer pessoa com idade entre 18 e 70 anos, e a não votação acarreta o pagamento de uma pequena multa. Aqueles 16 e 17 podem votar, mas não são obrigados.

Nas eleições presidenciais de 2018, quase 116 milhões de eleitores – dos 147 milhões de pessoas registradas – compareceram às urnas.

A autoridade eleitoral do Brasil disse que recebeu um número recorde de pedidos de registro este ano. O número de jovens eleitores que se registraram para votar entre janeiro e abril aumentou 47% em comparação com o mesmo período antes das eleições de 2018, informou em comunicado.

O aumento ocorreu depois que celebridades locais como a cantora Anitta e as estrelas de Hollywood Leonardo DiCaprio e Mark Ruffalo fizeram um esforço final para se registrar em meio a campanhas nacionais de voto.

___ O jornalista da AP Matthew Lee contribuiu para este relatório em Washington.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

PETROLINK.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Petro Link